Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1397
Tipo do documento: Dissertação
Título: Padrão de forrageamento de Cebus flavius (Schreber, 1774) (Primates: Cebidae), em um fragmento de Mata Atlântica na Paraíba
Autor: Santos, Alinny Costa Araújo dos 
Primeiro orientador: Ferrari, Stephen Francis
Resumo: O presente estudo teve como objetivo caracterizar o comportamento de forrageio de um grupo de macaco-prego-galego (Cebus flavius) de aproximadamente 69 indivíduos, em um fragmento de Mata Atlântica na Paraíba, e analisar possíveis variações neste comportamento entre as estações seca e chuvosa, e em relação à classe sexo-etária do animal. A coleta sistemática dos dados foi realizada mensalmente de janeiro a outubro de 2012. Para amostragem dos dados comportamentais foi utilizado o método Animal Focal com duração de 1 minuto, registro instantâneo a cada 10 segundos, e intervalos de 5 minutos entre as sessões. Em cada sessão foi registrado o tipo de Forrageio adotado (Manual, visual ou extrativo), o item alimentar forrageado, o tipo e tamanho dos substratos utilizados e o posicionamento do animal no estrato vertical da vegetação. Através do método Todas as ocorrências foram registradas os eventos de interações agonísticas relacionadas ao forrageio, aos quais foram analisadas sob forma de taxas por hora de observação. Obteve-se um total de 1436 amostragens completas de Animal Focal, as quais totalizaram 8616 registros comportamentais. Observaram-se diferenças significativas no padrão de forrageamento em relação ao sexo. As fêmeas apresentaram uma maior frequência de Forrageio manual, envolvido na busca por partes vegetais reprodutivas e não reprodutivas, no estrato médio e superior da vegetação, enquanto os machos investiram principalmente no Forrageio extrativo de presas, no estrato inferior da vegetação, sobre troncos e no solo. Variações também ocorreram em relação às classes-etárias. A frequência de forrageio extrativo, forrageio por presas e utilização de substratos de grande porte aumentou com a idade. Diferenças no padrão de forrageio também foram observadas entre as estações. Na estação chuvosa houve um predomínio no forrageio manual de partes vegetais não reprodutivas, no estrato médio e superior da vegetação, enquanto na estação seca houve um aumento significativo na utilização do solo pelos animais e no forrageio extrativo de presas e recursos exóticos. Durante a atividade de forrageio foi registrada uma taxa de 0,53 eventos de interações agonísticas/hora de observação, ocorrendo um acréscimo significativo dos conflitos na estação seca. Os resultados mostram a capacidade dos indivíduos do grupo em adequar o padrão de forrageamento a variação sazonal na disponibilidade de recursos, e as diferentes demandas energéticas relacionada às diferenças sexo-etária, enfatizando a flexibilidade comportamental ecológica característica do gênero Cebus.
Abstract: The present study aimed to describe the foraging behavior of a group of Blond Capuchin Monkey, Cebus flavius, of approximately 69 individuals, which inhabits a fragment of Atlantic Forest habitat in the State of Paraíba, and construe the variability of foraging patterns across age and sex classes and between dry and wet seasons. The systematic collection of data was conducted monthly from January to October 2012. Data were collected in the form of 1-min Focal animal sampling, with instantaneous recording every 10 seconds, and 5 minute intervals between sessions. In each session was recorded the types of foraging (Manual foraging, Visual foraging or Extractive foraging), the foraged food, the type and size of foraging supports and the canopy position (vegetation stratum). All-events sampling was used to record food-related agonism in group, which were analyzed in the form of rates per observation hour. Obtained a total of 1436 completes animal focal samples, which totaled 8,616 behavioral records. We observed significant differences in foraging patterns across sex. Females exhibited a higher frequency to Manual foraging, involved in the search for reproductive plant parts and non-reproductive plant parts, in the middle and upper stratum, while males spend more time to prey extractive foraging behavior, over trunks or near ground level. Variations in foraging patterns also occurred across ages classes. The frequency the Extractive foraging behavior, foraging for preys, and use of large substrates increased with age. Differences in foraging patterns were also observed between seasons. During the wet season there was a predominance of Manual foraging for reproductive e non-reproductive plant parts, in the middle and upper stratum of vegetation. By contrast in the dry season there was a significant increase in exploitation of the exotic resources, and preys extractive foraging behavior, near ground level. The food-related agonism in the group studied occurred at a rate of 0.53 episodes per observation hour.There was a significant increase of agonistic conflicts in the dry season. The results of the present study show the ability of individuals in adapt the foraging pattern to seasonal variation in resources availability, and different energy demands related to sex-age, re-emphasizing the behavioral and ecological flexibility characteristic of the genus Cebus.
Palavras-chave: Macaco-prego-galego
Ecologia animal
Animais - Comportamento
Mata Atlântica
Animal behavior
Animal ecology
Mata Atlântica (Brazil)
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Ecologia e Conservação
Programa: Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1397
Data de defesa: 27-Fev-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ALLINNY_COSTA_ARAUJO_SANTOS.pdf1,76 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.