Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1585
Tipo do documento: Dissertação
Título: A educação política de Rousseau
Autor: Freitas, Lidiane Brito 
Primeiro orientador: Santos, Edmilson Menezes
Resumo: A formulação de um processo educativo que garanta ao homem melhores condições de atuar em sociedade é um aspecto fundamental da reflexão construída por Rousseau. Estabelecendo os princípios de uma educação que prima pelo livre desenvolvimento do indivíduo, Rousseau afirma que esse processo deve conduzi-lo a um aperfeiçoamento de todas as suas potencialidades a fim de formá-lo para o exercício da liberdade e da autonomia, elementos que proporcionarão uma atuação efetiva no que se refere à organização política da sociedade. Por esta razão, Rousseau propõe uma educação não preocupada apenas em desenvolver o aspecto individual, mas, sobretudo, o aspecto coletivo, uma vez que o homem deve ser educado para agir em meio à sociedade, aprendendo a conviver com os demais e a priorizar o interesse comum frente aos interesses particulares. O processo educativo deve equilibrar as tensões entre a natureza e a sociedade, posto que Rousseau formula uma educação que insere o homem no mundo da cultura, permitindo que o mesmo siga as orientações estabelecidas pela natureza. O paradoxo da educação de Rousseau torna-se a pedra de toque para o entendimento de uma interpretação que visualiza uma educação política.
Abstract: La formulation d un processus éducatif qui garantit à l homme de meilleurs conditions d agir em société est un aspect fondamental de la réflexion construite par Rousseau. Etablissant les principes d une éducation qui prime par le libre développement de l individu, Rousseau affirme qui ce processus doit le conduire à un perfectionnement de toutes ses potentialités afin de le former à l exercice de la liberté et l autonomie, éléments qui procurent une action effective en ce qui concerne l organisation politique de la société. Pour cette raison, Rousseau propose une éducation qui ne se preocupe pas uniquement de développer l aspect individuel, mais, surtout, l aspect collectif, puisque l homme doit être éduqué pour agir au sein de la société, apprenant à cohabiter avec les autres et à donner une priorité à l intérêt comum face aux intérêts particuliers. Le processus éducatif doit équilibrer les tensions entre la nature et la société, puisque Rousseau formula une éducation que insere l homme dans le monde de la culture, permettent que celui-ci suive les orientations établies par la nature. Le paradoxe de l éducation de Rousseau devient le point fondamental à la compréhension d une interprétation que visualise une éducation politique.
Palavras-chave: Rousseau
educação
processo educativo
exercício da liberdade e da autonomia
educação politica
filosofia da educação
Rousseau
processus éducatif
éducation
l exercice de la liberté et l autonomie
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da instituição: UFS
Departamento: Educação
Programa: Pós-Graduação em Educação
Citação: FREITAS, Lidiane Brito. A educação política de Rousseau. 2004. 117 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1585
Data de defesa: 30-Set-2004
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
LIDIANE_BRITO_FREITAS.pdf605,42 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.