Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1702
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os oficiais do Exército Brasileiro e a formação da elite intelectual sergipana no século XIX : 1822-1889
Autor: Abreu, Ricardo Nascimento 
Primeiro orientador: Nascimento, Jorge Carvalho do
Resumo: Compreender a dinâmica formacional dos oficiais do Exército Brasileiro ao longo do século XIX, seja através das academias civis e militares, seja por conta dos seus estudos independentes acerca dos mais diversos campos do saber é o objetivo principal deste estudo que visa também analisar a participação destes oficiais junto ao seio da intelectualidade sergipana ao contribuírem efetivamente para o desenvolvimento político, econômico, social e educacional desta província. Desta forma, pretende-se desconstruir um estereotipo que se formou sobre a referida classe, de que estes pertencem a uma categoria social desprovida de quaisquer qualidades intelectuais. Esta afirmação, somada a manipulação do imaginário social por parte dos republicanos do início do século XX, que legaram para as gerações futuras a idéia de que durante os anos do regime imperial pouco ou nada se fez na Província de Sergipe, por ser esta, terra desprovida de valores intelectuais, uma vez que seus ilustrados não encontrariam aqui as oportunidades necessárias para desenvolver suas atividades, fez com que poucas pesquisas se interessassem pelos estudos locados nos anos oitocentos. Através dos conceitos historiográficos de Jacques Le Goff, somados às interpretações sociológicas de Norbert Elias, Michel Foucault e Pierre Bourdieu, além das análises de Jean François Sirinelli, Norberto Bobbio e Sérgio Micelli acerca da conceituação do termo intelectual , podemos dar respostas às hipóteses formuladas para esta pesquisa, utilizando como ponto de partida e de apoio os estudos de pesquisadores que abordaram o problema em nível nacional, como por exemplo, os professores José Murilo de Carvalho e Celso Castro, como também o trabalho das professoras Eugênia Andrade Vieira da Silva e Andreza Santos Cruz, que sinalizaram para a problemática em um nível mais local. A necessidade de buscar fontes inéditas ou pouco exploradas forçaram que parte desta pesquisa fosse realizada nos fundos do Arquivo Histórico do Exército, do Arquivo Nacional, no acervo do Real Gabinete Português de Leitura, na Biblioteca Nacional e em outros loci de pesquisa que transcendiam os limites fronteiriços do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe e do Arquivo Público de Sergipe. Desta forma, esperamos estar contribuindo para fomentar e elucidar um pouco mais o debate acerca das atuações dos militares e das suas instituições perante os demais membros da configuração social sergipana.
Abstract: To understand the way the Brazilian Army officers were trained throughout the XIX century, either through civil and military academies or through their own efforts in pursuing their studies, that involved various fields of knowledge, is the main objective of this study that also intends to analyze the effective participation and contribution of these officers, along with a group of intellectuals from the state of Sergipe, in the political, economical, social, and educational development of this province. By doing so, it intends to dismantle a stereotype that was formed about the referred-to group, a stereotype that this group belongs to a social category of people who lack intellectual qualities. Such affirmation, added to the idea the republicans of the beginning of the XX century passed on to future generations, that during the years of the imperial regime little or nothing was done in the province of Sergipe due to a lack of intellectual values, led to a situation in which few researchers showed interest in studying the 1800 s. Through Jacques Le Goff s concepts of history, added to the sociological interpretations of Norbert Elias, Michel Foucault and Pierre Bourdieu, as well as to the analysis of Jean François Sirinelli, Norberto Bobbio and Sérgio Micelli about the concept of the term intellectual , we can give answers to the hypothesis that were thought of for this research by using as a starting point and as support, the studies of researchers that approached this problem on a national level, people such as the professors José Murilo de Carvalho e Celso Castro, as well as the works of the professors Eugênia Andrade Vieira da Silva e Andreza Santos Cruz, who dealt with the problem on a local level. The necessity of looking for unprecedented sources or the ones that had been little explored forced this research to happen in the depth of the Army Historical Archive, the National Archive, the Collection of the Portuguese Royal Bureau of Reading, the National Library, and in other sites of research that went beyond the limits of the collection of the Historical and Geographical Institute of Sergipe and the Public Collection of Sergipe. This way, we expect to contribute to the motivation and elucidation of the debate regarding the role the military and their institutions had with the other members that made up the social configuration of Sergipe.
Palavras-chave: Civilização
Educação
Intelectuais
Militares
Sergipe
Civilization
Education
Intellectuals
Military Sergipe
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da instituição: UFS
Departamento: Educação
Programa: Pós-Graduação em Educação
Citação: ABREU, Ricardo Nascimento. OS OFICIAIS DO EXÉRCITO BRASILEIRO E A FORMAÇÃO DA ELITE INTELECTUAL SERGIPANA NO SÉCULO XIX 1822-1889. 2008. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/1702
Data de defesa: 2-Mai-2008
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
RICARDO_NASCIMENTO_ABREU.pdf17,29 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.