Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/2174
Tipo do documento: Dissertação
Título: Transposição do rio São Francisco : a funcionalidade do Estado capitalista no simulacro das políticas de reordenamentos territoriais
Autor: Nunes, Pedro Paulo de Lavor 
Primeiro orientador: Conceição, Alexandrina Luz
Resumo: A presente Dissertação de Mestrado teve como objetivo analisar a funcionalidade do Estado no simulacro das políticas públicas de reordenamento territorial, concebida e engendrada pelo capital em múltiplas escalaridades e em múltiplas determinações, através da construção do projeto de transposição do rio São Francisco, no sertão nordestino. A condução da investigação foi sustentada na concepção do materialismo histórico e dialético. As categorias geográficas Espaço e Território foram conceitos basilares, para nossa análise. O Espaço por ser a materialidade histórica dos homens, espaço das relações sociais mediadas e produzidas pelo trabalho, e o Território por ser a categoria que apresenta o sentido de propriedade, de poder presente no antagonismo da luta de classes. As pesquisas em fontes primárias, secundárias e as entrevistas possibilitaram constatar que o Estado com o discurso de garantir a segurança hídrica para promover qualidade à segurança alimentar, edifica amplamente no nordeste brasileiro projetos hídricos voltados para a agroexportação. O aprofundamento e sofisticação da indústria da água tem como finalidade o hidro-agronegócio, acarretando a ampliação da concentração fundiária e a secular dominação dos grupos políticos. O que se constata é que se consolida não simplesmente uma indústria da seca, mas uma indústria em que a apropriação da água é a garantia do favorecimento ilícito da natureza como recurso econômico, ampliando o controle do processo produtivo com o objetivo da reprodução e ampliação do capital. O discurso falacioso do Estado, referendado pelas instituições de financiamento de crédito, ao combate e erradicação da pobreza e miséria conduz a um instrumento valoroso de injeção de capital, principalmente no espaço agrário do sertão nordestino. O avanço capitalista segue mostrando as contradições inerentes a sua própria lógica sociometabólica para a expansão, criação e destruição do que lhe é necessário para sua reprodução: o ser humano e a natureza. A transposição do rio São Francisco promove duas ações em prazos determinantes: a expropriação dos camponeses das áreas atingidas pelo programa agroexportador e a expropriação do trabalho camponês e sua transformação em assalariados. Paralelamente, o papel do Estado neste atual contexto se evidencia ainda mais nas fortes intervenções através de políticas públicas e assistencialistas, que na sua maioria tem o financiamento/crédito como força motriz, intensificando ainda mais a pobreza e a miséria em detrimento da riqueza socialmente produzida, mas que é privatizada nas mãos dos detentores do capital.
Abstract: This Master´s Dissertation aimed to analyze the functionality of the state in the public policies. representation on territorial reorientation, designed and engineered by capital in multiple scales and multiple actions to determine, by building the project of Interbasin transfer of the Sao Francisco River in the northeastern backcountry. The way to lead this research was supported by the dialectic and historical materialism. The men¢¥s Space is historical materiality, it occupies an intermediate position related by work relations, and the Territory to be the category which has the sense of ownership, present in the antagonism of class struggle power. The research from primary sources, secondary sources and interviews allowed to found out that the State has the discourse of ensuring water security to promote quality of food security, widely builds in northeastern Brazil water projects for the agricultural exports. The depth and sophistication of the water industry aims hydro-agribusiness, causing an increase in concentration of land ownership and domination of secular political groups. What we can find out is that not simply consolidates a drought industry, but an industry where appropriation of water is the guarantee of self-dealing nature as an economic resource, extending the control of the production process for the purpose of reproduction and capital¢¥s expansion. The fictitious state¢¥s discourse, endorsed by financing credit institutions, combating and eradication of poverty and misery leads to a valuable instrument of injection of capital, mainly in the agricultural area of northeastern backcountry. The capitalist advances showing the contradictions inherent follows its own the social character of capitalism¢¥s logic¢¥s expansion, creation and destruction than what is really needed for their reproduction: the human being and nature. The interbasin transfer of the Sao Francisco River, promotes two actions with determinant deadlines, the farmers. expropriation from the areas where there are agricultural export programs and the farmer¢¥s labor expropriation and its transformation into wage areas. Beside the state´s role in this current context, it is even more evident in the strong interventions through public-welfare policies, which mostly have the funding / credit as a driving force, further intensifying the poverty and misery at the expense of socially produced wealth, but that it is privatized into the shareholders hand.
Palavras-chave: Geografia agrícola
Agricultura e Estado
Desvio de águas
Transposição de águas
Planejamento político
Rio São Francisco
Transposição de águas do Rio São Francisco
Agricultural geography
Agriculture and state
Political planning
São Francisco River (Brazil)
São Francisco River (Brazil)
Water transfer
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Geografia
Programa: Pós-Graduação em Geografia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/2174
Data de defesa: 28-Abr-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PEDRO_PAULO_LAVOR_NUNES.pdf3,44 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.