Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/2176
Tipo do documento: Tese
Título: Dos ciclos e das crises do capital às formas de travestimento da barbárie no trabalho canavieiro
Autor: Shimada, Shiziele de Oliveira 
Primeiro orientador: Conceição, Alexandrina Luz
Resumo: O objetivo desta tese de doutorado é analisar as reconfigurações espaciais estabelecidas nos territórios do capital sob o jugo do modelo do agronegócio da cana-de-açúcar a partir das novas relações de trabalho e da produção no espaço agrário sergipano através dos trabalhadores canavieiros. Com a tese que se vivencia não a perda da centralidade do trabalho, mas a intensificação da extração de mais-valor pelo capital a partir da lógica do desemprego estrutural que favorece o não cumprimento e a alteração oficial da legislação e dos direitos trabalhistas, permitindo cada vez mais que o trabalhador seja submetido a trabalho degradante, análogo à escravidão, sem nenhuma seguridade trabalhista. A análise está sustentada no método do materialismo histórico-dialético, que permite a leitura processual da dinâmica dos movimentos da internalidade e externalidade da rede de conexões da relação multifacetada entre Estado, capital e trabalho nas interconexões escalares local/nacional/mundial, alterando o conteúdo das relações capital e trabalho para a opressão e superexploração na extração do tempo de trabalho não pago dos cortadores de cana-de-açúcar. Esta realidade está presente nos trabalhadores do corte da cana que vivem em condições precárias de vida e de trabalho, tornando-se móvel para o capital garantindo ao agronegócio altíssimas taxas de extração de mais valor. As formas de travestimento foram destacadas a partir dos movimentos migratórios dos trabalhadores para a realização da atividade canavieira em outros municípios e/ou outros estados, que necessitam ficar nos alojamentos das empresas no período da safra. Das condições de etnia, de gênero e de idade presentes na atividade da cana-de-açúcar, sendo marcas de um trabalho em que o principal está na garantia da produtividade e lucratividade das empresas. A expansão do capital (submetida à lei do valor), sempre em busca de lucros crescentes, gera, por sua natureza contraditória, uma tendência à queda da taxa de lucro, logo uma tendência à crise. As políticas liberalizantes possibilitaram elevadas taxas de lucratividade, mas, contraditoriamente, provocaram uma crise estrutural. Atualmente vivencia-se uma crise estrutural de caráter universal e, consequentemente, o desemprego estrutural.
Abstract: This doctorate thesis aims to analyze the spatial reconfigurations established in the capital territory under the domain of the sugarcane harvest business on the basis of the new work and production relationships in the agrarian market through the sugarcane harvesters in the Brazilian state of Sergipe. With the thesis is that society is not actually facing the loss of work centrality, but the intensification of the extraction of the highest capital value based on the logic of structural unemployment which fails to comply with alterations on the official work legislation and workers. rights, allowing the worker to be subjected to degrading working conditions, analogous to slavery, with no work insurance. This work analysis is based on the historic materialistic method which allows a procedural reading of the internality and externality movements dynamic in the multifaceted connection network among the State, capital and work in local-, national-, world-scale interconnections, changing the content of the capital and work relationships to the oppression and over exploration in the extraction of work time not paid to the sugarcane cutting workers. This reality is faced by sugarcane cutting workers who live in precarious life and work conditions, being susceptible to capital, guarantying the agrarian business to keep its high value extraction rates. The forms of disguising were detached from the migration of workers for the realization of the sugarcane activity in other counties and / or other states, they need to stay in the accommodation companies in the harvest period. Conditions of ethnicity, gender and age present in the cane sugar activity, with marks of a work in which the principal is in ensuring the productivity and profitability of companies. The capital expansion (subjected to the Law of Value), always seeking higher profits, creates, as a result of its contradictory nature, a tendency to a decrease in profit, therefore it tends to a crisis. It.s understood that the liberal policies enable higher profit rates, but on the other hand it has caused a structural crisis. Nowadays, society has been experiencing a structural crisis of universal proportions and consequently the structural unemployment.
Palavras-chave: Geografia agrícola
Capital (Economia)
Trabalhadores da agroindústria açucareira
Relações trabalhistas
Agricultura e Estado
Trabalhadores rurais
Crise do capital
Agronegócio da cana-de-açúcar
Relação de trabalho
Estado
Agricultural geography
Agricultural laborers
Agriculture and state
Capital
Industrial relations
Sugar workers
Crisis of capital
Sugarcane harvesting market
Work relationships
State
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Geografia
Programa: Pós-Graduação em Geografia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/2176
Data de defesa: 1-Abr-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
SHIZIELE_OLIVEIRA_SHIMADA.pdf6,32 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.