Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/3275
Tipo do documento: Dissertação
Título: Variação sazonal e longitudinal na ecologia alimentar de Chiropotes sagulatus Trail, 1821 na Amazônia brasileira
Título(s) alternativo(s): Seasonal and longitudinal variation in the feeding ecology of Chiropotes sagulatus Trail, 1821, in the Brazilian Amazon
Autor: Moura, Viviane Sodré 
Primeiro orientador: Ferrari, Stephen Francis
Primeiro coorientador: Melo, Fabiano Rodrigues de
Resumo: Este estudo teve por objetivo avaliar variações sazonais e longitudinais no padrão de agrupamento e ecologia alimentar de um grupo de Chiropotes sagulatus, os cuxiús, na FLONA Saracá-Taquera, estado do Pará, Amazônia Brasileira. O grupo de estudo habituado, denominado Bacaba, foi monitorado entre Julho 2011 e Março 2012 (em todos os meses exceto Setembro) e Novembro 2014. Os dados comportamentais e de dieta foram coletados através do método de varredura instantânea, com duração de dois minutos e intervalo de 10 minutos, sendo coletadas amostras dos itens alimentares e realizada a contagem de indivíduos. O grupo Bacaba continha 67 indivíduos. Foram realizados 35 dias completos de observação e o orçamento de atividades foi Deslocamento (41,2%), Repouso (30,2%), Forrageamento (13,5%) e Alimentação (8,1%), Interações Sociais e Outros (6,9%). Foi realizado teste de Shapiro Wilk para a normalidade dos dados, o teste t de Student para os tamanhos de subgrupos e o teste z binomial para comparações de comportamento e dieta sazonal e longitudinal, além da similaridade de Jaccard para a composição taxonômica da dieta. Houve uma tendência para subgrupos maiores na estação chuvosa e no ano de 2011, mas a diferença não foi significativa. Deslocamento foi significativamente maior na estação chuvosa, quando os comportamentos de Alimentação e Forrageamento foram menores e as atividades de Repouso e Social foram significativamente maiores na estação seca. A dieta do grupo Bacaba apresentou alta ingestão de sementes para todo o período de estudo, e alta frequência de ingestão de sementes imaturas para as duas estações (59,9% estação seca e 47,7% estação chuvosa) com diferença significativa quando o item alimentar foi semente. Os itens partes florais e semente de fruto seco foram ingeridos apenas na estação seca. Todos os comportamentos apresentaram diferenças significativas entre anos, e foram mantidas as proporções dos itens alimentares na dieta mesmo com a baixa similaridade na composição taxonômica, mostrando a flexibilidade dos cuxiús para manter uma dieta de qualidade. As famílias mais importantes para a dieta do grupo foram Sapotaceae, Moraceae, Fabaceae, Chrysobalanaceae e Lecythidaceae, conhecidamente importantes para o gênero. Este estudo apresenta informações que reforçam os padrões comportamentais e de dieta para o gênero Chiropotes, corroborando a flexibilidade em sua ecologia alimentar e estratégia de forrageamento de maximização de energia.
Abstract: The present study investigated the seasonal and longitudinal variation in the feeding ecology of a group of cuxiús, Chiropotes sagulatus, in the Saracá-Taquera National Forest, in the Brazilian Amazonian state of Pará. For the collection of quantitative behavioral data, the habituated study group, denominated the Bacaba group, was monitored between July 2011 and March 2012 (in all months except September) and November 2014. Data on the behavior and diet of the study group were collected on three to five days per month, based on instantaneous scan sampling, with a two-minute scan being conducted at 10-minute intervals, during which the number of individuals present was counted and samples of food items were collected. The Bacaba group contained 67 members. A total of 35 complete days of observation were conducted, and the general activity budget was Locomotion (41.2%), Rest (30.2%), Foraging (13.5%), and Feeding (8.1%), social interactions and others (6.9%). The normality of the data was evaluated using the Shapiro-Wilk test, variation in the size of subgroups was assessed using Student’s t, seasonal and longitudinal variation in the activity budget and composition of the diet was evaluated using binomial z scores, as well as Jaccard’s similarity index, for the comparison of the taxonomic composition of the diet. There was a tendency for the formation of larger subgroups during the rainy season of 2011, although the difference was not significant. Locomotion increased significantly during the rainy season, when Feeding and Foraging decreased, while Rest and Social Interactions increased significantly in the dry season. The diet of the Bacaba group was dominated by seeds throughout the study period, with high rates of ingestion of immature seeds being recorded during both the dry (59.9%) and rainy (47.7%) seasons, with a significant seasonal difference for seed feeding. Flower parts and the seeds of dry fruit were consumed only during the dry season. Significant differences were found between years in all behavior categories, although the composition of the diet was maintained, despite major modifications in its taxonomic composition, reflecting the capability of the cuxiús to obtain a high quality diet despite seasonal fluctuations in resource availability. The most important plant families in the study group’s diet were the Sapotaceae, Moraceae, Fabaceae, Chrysobalanaceae and Lecythidaceae, which are known to be important for Chiropotes. This study reconfirms the behavioral patterns and diet found in the genus Chiropotes, emphasizing the flexibility of its feeding ecology and energy-maximizing foraging strategy.
Palavras-chave: Ecologia animal
Dieta
Comportamento dos animais
Ecologia comportamental
Conservação
Behavioral ecology
Diet
Conservation
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da instituição: UFS
Departamento: Ecologia e Conservação
Programa: Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Citação: MOURA, Viviane Sodré. Variação sazonal e longitudinal na ecologia alimentar de Chiropotes sagulatus Trail, 1821 na Amazônia brasileira. 2016. 63 f. Dissertação (Pós-Graduação em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/3275
Data de defesa: 22-Fev-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VIVIANE_SODRE_MOURA.pdfVIVIANE_SODRE_MOURA.pdf1,67 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.