Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/373
Tipo do documento: Dissertação
Título: Semeadura direta com espécies florestais nativas para recuperação de agroecossistemas degradados
Título(s) alternativo(s): Direct seeding with native species to recover degraded agroecosystems
Autor: Santos, Paula Luíza 
Primeiro orientador: Ferreira, Robério Anastácio
Resumo: A falta de planejamento no uso dos recursos naturais tem resultado na degradação dos ecossistemas florestais existentes no estado de Sergipe. O estudo de técnicas que visem reverter essa situação é de fundamental importância para a recuperação dessas áreas. Neste aspecto, o presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a utilização da semeadura direta e a influência de um protetor físico no estabelecimento de espécies florestais nativas, em dois subsistemas com diferentes tipos de ocupação do solo, localizados em um agroecossistema, no município de São Cristóvão SE. O experimento foi conduzido no Campus Rural da Universidade Federal de Sergipe, em um subsistema utilizado anteriormente como pastagem e outro com cultivos agrícolas anuais. Antes da implantação da semeadura direta em campo, foi realizada no laboratório de sementes do Departamento de Ciências Florestais da UFS, a análise das características físicas e viabilidade dos lotes de sementes das espécies estudadas. Foram utilizadas sementes de quatro espécies pioneiras, Erythrina velutina, Bowdichia virgilioides, Guazuma ulmifolia e Machaerium aculeatum, e de duas espécies clímax, Lonchocarpus sericeus e Sapindus saponaria. O experimento foi implantado na primeira semana de maio de 2009, em delineamento em blocos casualizados (DBC), em esquema fatorial, com três repetições. Cada espécie foi semeada numa linha de plantio, com sete plantas, para cada tratamento (com protetor e sem protetor físico), em espaçamento de 1,5x1,5m. As avaliações realizadas em campo foram: emergência, sobrevivência e desenvolvimento inicial das espécies (altura, diâmetro e taxa de crescimento relativo). Analisando-se a influência da emergência de plântulas e sobrevivência das mudas, houve diferença significativa entre os dois ambientes estudados, apresentando melhores resultados no subsistema 2 (agricultura). O uso do protetor físico influenciou na emergência de plântulas de L. sericeus (50,00%), no subsistema 1 (pastagem), e de B. virgilioides (96,19%), no subsistema 2. Para as demais espécies, não houve diferença significativa, com relação ao uso ou não do protetor físico na emergência de plântulas. Para a sobrevivência, S. saponaria (90,41%) e L. sericeus (83,95%) tiveram os melhores resultados, com o uso do protetor físico, no subsistema 1. No subsistema 2, a presença do protetor influenciou na sobrevivência de B. virgilioides (54,55%) e G. ulmifolia (61,87%). Considerando-se o desenvolvimento das espécies em campo, E. velutina destacou-se entre as demais espécies por apresentar maiores valores de altura e diâmetro nos dois subsistemas independente da presença ou ausência do protetor físico. A utilização da semeadura direta mostrou-se viável na recuperação de áreas degradadas, com o uso de espécies florestais nativas, nas áreas estudadas.
Abstract: The lack of planning in the use of natural resources has resulted into degradation of forest ecosystems found in the state of Sergipe. The study of techniques which aim to revert this degradation scene has major importance to the recovery of these areas. Through this view, this study was focused to evaluate the use of direct seeding and the influence of a physical protector on establishment of native species in two subsystems with different kinds of land occupation located in an agroecosystem in the city of São Cristóvão - SE. The experiment was conducted at the Campus of the Federal University of Sergipe, in a subsystem previously used as grazing and other field with agricultural crops annually. Before the introduction of the direct seeding in field it was conducted in the seed laboratory of the Department of Forest Sciences of the UFS the analysis of physical characteristics and viability of seed lots of species. Four types of pioneer species seeds were used, Erythrina velutina, Bowdichia virgilioides, G. ulmifolia and Machaerium aculeatum, and two climax species, Lonchocarpus sericeus and Sapindus saponaria. The experiment was made in the first week of May 2009, in a randomized of designed blocks, in a factorial scheme with three repetitions. Each specie was sown in a row, with seven plants for each treatment (with and without physical protector), with distance of 1,5x1,5m. The evaluations made in field were: emerging, survival and early development of the species (height, diameter and relative growth rate). Analyzing the influence of plantula emerging and seedlings survival, there was significant difference between the two studied environments, showing better results in the subsystem 2 (agriculture). The use of physical protector influenced on the emerging of plantulas of L. sericeus (50,00%), in the 1 (grazing), and of B. virgilioides (96,19%), in the subsystem 2. For the others species, there is no significant difference with respect to the use or not of the physical protector on the emerging of plantulas. For survival, S. saponaria (90,41%) and L. sericeus (83,95%) had the best results with the use of the physical protector, in the subsystem 1. In subsystem 2, the presence of the physical protector influenced on the survival of B. virgilioides (54,55%) and G. ulmifolia (61,87%). Considering the development of species in the field, E. velutina highlighted among the other species due to the higher values of height and diameter in two subsystems, regardless the absence or not of the physical protector. The use of direct seeding was feasible in the recovery of degraded areas, with the use of native species, in study areas.
Palavras-chave: Florestas nativas
semeadura
degradação ambiental
Native forests
sowing
environmental degradation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da instituição: UFS
Departamento: Agroecossistemas
Programa: Pós-Graduação em Agroecossistemas
Citação: SANTOS, Paula Luíza. Direct seeding with native species to recover degraded agroecosystems. 2010. 79 f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/373
Data de defesa: 15-Mar-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Agroecossistemas

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PAULA_LUIZA_SANTOS.pdf6,64 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.