Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/418
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estratégias para conservação de acessos de coqueiro anão do BAG da Embrapa Tabuleiros Costeiros
Título(s) alternativo(s): Conservation strategies for coconut dwarf accessions of Embrapa Coastal Tablelands BAG
Autor: Machado, Caroline de Araújo 
Primeiro orientador: Lédo, Ana da Silva
Resumo: A conservação do coqueiro tem sido alvo de estudos nos últimos anos por organizações de pesquisa pública e privada. Essas pesquisas têm se concentrado na obtenção de protocolos por crescimento lento ou criopreservação. O armazenamento, como meio de manutenção da viabilidade do pólen, é importante para a preservação da variabilidade genética, facilita o intercâmbio de germoplasma e contribui muito na geração de variabilidade obtida através de cruzamentos artificiais aumentando a eficiência dos programas de melhoramento genético. O objetivo do trabalho foi de estudar o efeito do manitol e do ácido abscísico (ABA) no crescimento de plântulas de acessos de coqueiro anão para fins de conservação, além de estudos da viabilidade in vivo e condições de armazenamento de grãos de pólen. Para o estudo de conservação por crescimento lento foram utilizados embriões zigóticos maduros de acessos de coqueiro anão vermelho de Gramame (AVG) e anão amarelo da Malásia (AAM) e para estudos da viabilidade in vivo e condições de armazenamento de grãos de pólen o acesso anão verde de Jiqui do Brasil (AVeJBr). Os embriões foram inoculados em meio de cultura Y3 com 30 g L-1 de sacarose, geleificado com 0,7% de ágar na presença de 2,5 g L-1 de carvão ativado. Foram testadas as seguintes concentrações de manitol: 0; 0,1; 0,2; 0,3 e 0,4 M. Em outro ensaio o ABA foi adicionado ao meio de cultura nas concentrações de 0; 10; 20; 30 e 40 μM. As concentrações de 0,1 e 0,2 M de manitol reduziram o comprimento da parte aérea para os acessos AAM e AVG, respectivamente aos 180 e 270 dias de cultivo. Concentrações acima de 20μM do ABA foram viáveis para inibir o crescimento de plântulas aos 180 e 270 dias. O acesso AVG não sofreu inibição do comprimento da parte aérea, quando concentrações de ABA foram adicionadas ao meio de cultura. Foram avaliados quatro meios de cultura para germinação in vitro do acesso AVeJBr: Brewbaker & Kwack (1983) modificado por Sousa et al. (2010); Lora et al. (2006); Sousa et al. (1998) e Sousa et al. (1998) modificado pelo autor, em diferentes tempos: 0, 24, 48 e 72 horas. O meio de cultura de Lora promoveu a maior germinação de grãos de pólen do acesso AVeJBr. Grãos de pólen de coqueiro AVeJBr apresentaram viabilidade média, sob temperatura ambiente, até 72 horas (3 dias). A condição de armazenamento a -20°C e -80°C promove maior viabilidade de grãos de pólen por germinação do acesso AVC até os 60 dias. A condição de armazenamento a -196°C promove maior viabilidade de grãos de pólen por germinação do acesso AVeJBr até os 60 dias.
Abstract: The conservation of the coconut palm has been investigated in recent years by research organizations, public and private. These studies have concentrated on obtaining conservation protocols in vitro using slow growth and cryopreservation. Storage as a means of maintaining the viability of pollen, it is important for the preservation of genetic variability, facilitates the exchange of germplasm and contributes greatly to the generation of variability obtained from artificial crosses increasing the efficiency of breeding programs. The objective of this work was to study the effect of mannitol and abscisic acid (ABA) on growth of seedlings of coconut dwarf accessions for conservation purposes, and in vivo studies of the viability and storage conditions of pollen grains. For the study of conservation by slow growth were used mature zygotic embryos of Gramame Red Dwarf (AVG) and Malayan Yellow Dwarf (AAM). The coconut embryos were inoculated in culture medium Y3 (Eeuwens, 1976) supplemented with 30 g L-1 sucrose, gelled with 0.7% agar in presence of 2.5 g L-1 of activated charcoal. Were tested the following concentrations of mannitol: 0; 0.1; 0.2, 0.3 and 0.4 M. In other experiment was tested the following ABA concentrations: 0, 10, 20, 30 and 40 mM. The 0.1 and 0.2 M mannitol reduced the plantlets length of AAM and AVG accessions, respectively at 180 and 270 days of cultivation. Concentrations above 20 μM ABA were viable to inhibit the plantlets growth to 180 and 270 days. The ABA concentrations tested not inhibit the access AVG growth. For the study of determining the culture medium in germination of pollen grains, it was evaluated four culture media: Brewbaker and Kwack (1983) modified by Sousa et al. (2010); Lora et al. (2006); Sousa et al. (1998) and Sousa et al. (1998) modified by the author, in different times: 0, 24, 48 and 72 hours. The Lora culture medium promoted the major in vitro germination of AVeJBr pollen grains. Pollen grains of AVeJBr access showed viability up to 72 hours (3 days). The condition of storage at -20°C and -80°C promotes more viable pollen germination of AVC access up to 60 days. The condition of storage at -196°C promotes greater availability of pollen germination by AVeJBr access up to 60 days.
Palavras-chave: Cocos nucifera L.
germoplasma
grãos de pólen
armazenamento
embriões zigóticos
Cocos nucifera L.
germplasm
grain pollen
storage
zygotic embryos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da instituição: UFS
Departamento: Agroecossistemas
Programa: Pós-Graduação em Agroecossistemas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/418
Data de defesa: 23-Abr-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Agroecossistemas

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
CAROLINE_ARAUJO_MACHADO.pdf2,56 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.