Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/646
Tipo do documento: Tese
Título: Fitorremediação utilizando Typha domingensis em sistema de zonas úmidas construídas
Autor: Gomes, Marcos Vinícius Teles 
Primeiro orientador: Souza, Roberto Rodrigues de
Resumo: A presença de mercúrio em ambientes aquáticos tem sido motivo de preocupação por parte da comunidade científica e órgãos ligados à saúde pública de todo o mundo, devido à sua persistência e toxicidade. Atualmente, a demanda mundial por proteína animal tem intensificado a produtividade aquícola, aumentando a geração de águas residuárias com alto teor de compostos nitrogenados e fosforados. A fitorremediação consiste em um grupo de tecnologias baseadas na utilização de plantas de ocorrência natural ou geneticamente modificadas para reduzir, remover, degradar ou imobilizar toxinas, como alternativa aos métodos convencionais de tratamento de efluentes, devido a sua sustentabilidade, baixo custo de manutenção e energia. O presente estudo fornece informações de um experimento realizado em escala piloto, projetado para avaliar o potencial da macrófita aquática Typha domingensis em sistema de zonas úmidas construídas com fluxo subsuperficial, para a fitorremediação de águas residuárias de piscicultura ou contaminadas com mercúrio. A constante de velocidade do sistema foi 7 vezes maior que a linha de controle, demonstrando um maior desempenho e conseguindo reduzir 99.6 ± 0.4% do mercúrio presente na água contaminada. Quando comparadas a outras espécies, os resultados mostraram que a Typha domingensis demonstrou uma maior acumulação de mercúrio (273.3515 ± 0.7234 mg kg-1), quando o coeficiente de transferência foi de 7750.9864 ± 569.5468 L kg-1. Após 120 h de tempo de exposição, o tratamento com 50 brotos por m2 apresentou uma eficiência na remoção do nitrogênio total de 217 % superior à linha de controle (isento de macrófita), mostrando ser a Typha domingensis essencial à fitorremediação do nitrogênio. Para o fósforo total, a eficiência de remoção foi 26% superior a linha de controle, possivelmente por estar presente no material particulado, e este, ser retido predominantemente por filtração e sedimentação. A eficiência de remoção do nitrogênio total e fósforo total foram de aproximadamente 90%, similar ou superior aos obtidos em outros estudos. Os resultados demonstraram o grande potencial da macrófita aquática Typha domingensis, em sistema de zonas úmidas construídas com fluxo subsuperficial, para a fitorremediação de água residuária de piscicultura ou contaminadas com mercúrio.
Abstract: The presence of mercury in aquatic environments has been cause for concern on the part of the scientific community and public health agencies around the world, due to their persistence and toxicity. Currently, the global demand for animal protein has enhanced aquaculture productivity, increasing the generation of wastewater with high content of nitrogen and phosphorous compounds. The phytoremediation consists of a group of technologies based on naturally occurring plants or use genetically modified to reduce, remove, degrade or immobilize toxins, as an alternative to conventional methods of wastewater treatment, due to its sustainability, low maintenance cost and energy. The present study provides information of an experiment conducted on a pilot scale, designed to evaluate the potential of macrophyte Typha domingensis in subsurface flow constructed wetlands for phytoremediation of fish-farming, wastewater or contaminated with mercury. The rate constant of the system was 7 times greater than the control line, demonstrating a higher performance and reduce 99.6 ± 0.4% of mercury present in contaminated water. When compared to other species, the results showed that the Typha domingensis showed greater accumulation of mercury (273.3515 ± 0.7234 mg kg-1), when the transfer coefficient was 7750.9864 ± 569.5468 L kg-1. After 120 h of exposure time, treatment with 50 shoots/m2 showed a total nitrogen removal efficiency of 217% subscript (free from macrophyte), showing the Typha domingensis, essential for phytoremediation of nitrogen. For total phosphorus, the removal efficiency was 26% more than the line of control, possibly by being present in particulate matter, and this, be retained predominantly by filtration and sedimentation. The efficiency of removal of total nitrogen and total phosphorus were approximately 90%, similar or superior to those obtained in other studies. The results demonstrated the great potential of macrophyte Typha domingensis in subsurface flow constructed wetlands for phytoremediation of wastewater from fish farming, or contaminated with mercury.
Palavras-chave: Biotecnologia
Biorremediação
Typha
Mercurio
Bioprocessos
Fitorremediação
Zonas úmidas construídas
Typha domingensis
Tratamento de águas residuais
Mercúrio
Bioremediation
Biotechnology
Sewage
Bioprocess
Phytoremediation
Constructed wetlands
Typha domingensis
Wastewater treatment
Mercury
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: 
Instituição: 
Sigla da instituição: 
Departamento: Biotecnologia
Programa: Pós-Graduação em Biotecnologia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdtd.ufs.br/handle/tede/646
Data de defesa: 15-Mar-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Biotecnologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
MARCOS_VINICIUS_TELES_GOMES.pdf4,42 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.